Brasil e o trabalho

Durante séculos criou-se um mito de que nós brasileiros não éramos um povo trabalhador. Essa ideia foi difundida por aqueles que queriam encontrar uma forma de justificar o elevado grau de exploração a que foram submetidos os trabalhadores brasileiros ao longo da formação desse país.

Quem pode negar  a capacidade de trabalho dos afro-descedentes, que pagam aos milhares com a própria vida a exploração de suas forças submetidos a longos e cruéis jornadas de trabalho? Quem pode negar a capacidade de trabalho dos milhões de índios que subitamente foram  aprisionados e obrigados a trabalhar, sem possibilidade de manter suas tradições? Quem pode negar a capacidade de trabalho de imigrantes, que, quando aqui chegaram depararam com um mundo diferente e além disso eram explorados e enganados, obrigados a trabalhar além de suas forças para dar sustento á família? Quem pode negar a capacidade de trabalho do trabalhador rural brasileiro, que trabalha de sol a sol? Quem pode negar a capacidade de trabalho do operário brasileiro, que durante décadas foi mantido confinado nas fábricas gerando lucros para patrões poderosos, até de outros países?

Tendo em vista a lógica que motivou a ocupação do nosso território, pode-se concluir  que, no Brasil, o trabalho tem sido explorado para perpetuar os privilégios de uma classe dominante poderosa.


Por: James e Mendes 
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...