Economia: salve a indústria Nacional, antes que acabe!

        Por; Reginaldo Oliveira
Somos dependentes dos estrangeiros. Acontece que no Brasil prevalece uma política equivocada, adotada há muitas décadas. Certamente que a condição de hospedeiro de multinacionais nos torna melhores do que a grande maioria dos países africanos. Porém, o verdadeiro desenvolvimento só ocorre mediante o capital nacional, a par do desenvolvimento técnico e científico autóctones.

Estas coisas dependem, evidentemente, de decisões políticas mantidas por longo prazo. Querem exemplos? Vejam o Japão e a Coréia do Sul. O problema das multinacionais é que não são feitas para dar lucro ao país hospedeiro. Portanto, reduzem ao mínimo o dinheiro deixado em suas filiais, seja pagando baixos salários, remetendo grandes quantias ao exterior, instalando plantas velhas e com tecnologias ultrapassadas etc. Sem contar o fato de que jamais repassam ou desenvolvem tecnologia nas filiais.

Sem as multinacionais talvez fôssemos a 25ª economia do mundo. É possível. Mas aí teríamos a chance de nos desenvolver industrialmente sem a presença dessas parasitas. Claro, para isso necessitaríamos de estadistas, políticos e empresários verdadeiramente comprometidos com o Brasil, gente de visão. Artigos que, infelizmente, estão em absoluta escassez nos dias de hoje.

EMPRESAS NACIONAIS

Realmente, a saída para o verdadeiro desenvolvimento do Brasil é a industrialização com capitais nacionais. Idéia insensata, digna de entes saídos da estrebaria, foi a abertura irrefreada do país às multinacionais. Estas não deixam no País, como se é de esperar, a riqueza aqui produzida. Assim, se há uma constante sangria de recursos para o exterior, como esperar que haja melhoria generalizada de salários, investimentos geradores de mais empregos e prosperidade geral?

Sem contar que as múltis não repassam tecnologia, pois já a têm pronta em suas matrizes. Ninguém se iluda: os governos estaduais e federal pagaram e continuam pagando para que essas sanguessugas permaneçam no Brasil. Por isso é que a Petrobrás, com todos os seus defeitos, deve ser defendida por todos nós.

Artigo publicado no site Tribuna da Internet
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...