Salário: quanto você ganha?

Fiz esta pergunta para 50 pessoas, e todas as 50 pessoas me deram a mesma resposta. A maioria, sem pestanejar, respondeu: Eu ganho 2, 3, 4. 10 mil reias, e assim por diante. Como é o caso que a pergunta não foi respondida, insisto na pergunta: qual é o seu salário?            Por: Alexandre França

Obviamente, neste ponto, a pessoa já fica um tanto quanto irritada com a questão e acabo ficando sem resposta. Pois bem, QUAL É O SEU SALÁRIO? A resposta a esta questão exige um pouco mais de reflexão do que inicialmente imaginamos. Vamos retornar ao tempo da escravidão. Nas fazendas de cana-de-açúcar ou nas minas de ouro, os escravos eram extremamente mal tratados. Trabalhavam muito (de sol a sol), recebendo apenas trapos de roupa e alimentação. Passavam as noites nas senzalas, na maioria das vezes acorrentados, para evitar fugas. Eram forçados, coagidos fisicamente a trabalhar em benefício alheio, recebendo como “salário” panos/trapos, “casas coletivas” e comida. Bem, vamos voltar ao caso em pauta, porque isso faz parte de um passado que não deve ser repetido. Vou ser um pouco maquiavélico, somente para ajudar o raciocínio. Podemos inferir, então, que quem não tem salário e trabalha somente para comer, vestir-se e abrigar-se, é escravo? Responda você mesmo. O que desejo inculcar em sua mente é o seguinte: se você recebe somente para pagar luz, água, IPTU, comida, bebida, aluguel, empréstimos, juros, cartão de crédito e não lhe sobra nada, isso significa que você não tem salário. Ainda vou mais longe: se você paga todo mundo e não fica com nada, está trabalhando para todos, menos para você.

Certamente, você deve pagar todas estas coisas, mas você não pode deixar de se pagar, não pode deixar de ter seu próprio salário. – O que vem a ser o seu próprio salário? É guardar um dinheiro para você, um dinheiro que possa dar frutos! Um dinheiro que possa garantir que você possa abraçar oportunidades futuras! Enfim, um dinheiro que possa trabalhar para você e assim se multiplicar! Bem, vamos em frente, sempre há tempo de fazermos um retorno. Pague todo mundo, mas programe-se para ter seu salário! Pense em porcentagem, quem sabe guardar 10% do que você ganha? Não se esqueça que o OBJETIVO não é apenas GUARDAR, é preciso fazer este dinheiro RENDER e TRABALHAR PARA VOCÊ! Aproveite, pois neste conceito/conselho existe riqueza!

Por: Alexandre Franca é de Santos, São Paulo. Tem MBA em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios – FGV, Administração Geral – Unimonte, Comercio Internacional – Banco do Brasil, Auditor da ISO – SGS. E-mail: alexandre@alexandrefranca.net.br http://www.alexandrefrancaatual.com/


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...