Estudantes: pronto para enfrentar a vida, será?

Será que estudando quatro anos na mesma Universidade, indo para as aulas todos os dias, sentando na mesma fila, quase na mesma cadeira, entrando às sete saindo as dez horas, sairemos prontos para o mercado de trabalho?
 Por: Pâm Bressan
Sabemos que muitas das provas e trabalhos não são estudados, e os alunos nem chegam a entender o assunto e tiram a média sete, apenas no chutômetro, os trabalhos em equipes, ficam por conta de um ou dois, que são os ‘Nerds, CDF’s', e acaba que nem todos participam de fato da execução dos trabalhos. Tirar sempre 10 no boletim não é sinônimo que aprendeu, mas se esforçar para aprender de verdade, é valioso para o seu arsenal de conhecimento, pois isso ninguém tem o poder de lhe tirar.

Então será que realmente vamos para a faculdade disposto a aprender? Passar três horas por dia, de segunda a sexta feira, totalizando 66 horas por mês dedicadas para adquirir novos conhecimentos, e saber que ainda assim muitos abrirão um escritório, cuidarão de pessoas ou administrarão empresas tendo levado a vida acadêmica de ‘barriga’?


Tantas perguntas não é mesmo, pois isso tudo nos leva a pensar que profissionais teremos no futuro? E os futuros clientes saberão que o seu Contador/Advogado/Médico, levava uma vida sossegada, boemia, estilo Zeca Pagodinho, mas com outra ênfase: “deixa os outros me levarem…”? Terão culpa da falta de informação ou negligência do seu administrador, pois o mesmo fingia estudar?

Frequentar a faculdade é bem diferente de participar e se esforçar para dominar as matérias, não entender, mas levantar a mão sem medo e vergonha, é o que todos deveriam fazer quando não compreendessem uma explicação do professor, afinal, além de todo esse tempo gasto, estamos pagando para ele nos ensinar e transmitir seu conhecimento. Muitos não refletem e com isso continuam brincando na sala de aula. Ou você está ali para aprender, ou cai fora antes que seu dinheiro vai para o ralo junto com seu falso conhecimento.

Reflita. Seu futuro está em jogo. E o jogo é seu.

Por: Pâm Bressan é de Criciúma, em Santa Catarina e colabora com diversos blogs e sites.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...