Grande injustiça social

A verdade dura e muito cruel, que as pessoas não querem admitir nem ver, é a impossibilidade da existência de uma justiça séria, competente e isenta de corrupção, operando no sistema capitalista.
 Por: Wellington Naveira e Silva
Nesse regime, as injustiças causadas pelas próprias elites dominantes são gigantescas e infindáveis. Afinal, são responsáveis pelas favelas, miseráveis e excluídos. E para que as coisas funcionem de acordo com velha roubalheira das elites, a justiça tem que ser adequada aos seus objetivos. Claro. Tem que ser corrupta e ineficiente, para o desespero do povo e de pequena parcela de íntegros magistrados.

CORRUPÇÃO

A grande presença de corruptos em todos os governos, lamentavelmente, faz parte integrante de qualquer sistema, socialista ou capitalista. Entretanto, na democracia capitalista, essa questão é muito mais danosa e difícil de ser combatida, por conta de sua própria natureza, cínica e desonesta, de permanente controle do poder pelas elites dominantes, visando se apoderarem de gigantes riquezas do povo, até onde possível, sob o “manto da legalidade”.


E sob esse “manto da legalidade”, as elites fazem uso de diversos e conhecidos instrumentos, objetivando a transferência para si de gigantescas riquezas públicas. Dentre eles, bilionárias obras e compras, na grande maioria, desnecessárias e/ou sem eficientes planejamentos e ou fiscalizações, e/ou na condição de superfaturadas.

Contratações de caríssimos serviços terceirizados, descabidos aos interesses do povo. Privatizações de bilionárias e estratégicas empresas estatais, leiloadas em poucos minutos a preço de bananas. Altos salários e privilégios injustificáveis, para certas classes de trabalhadores do governo. E muitas outras coisas mais. Tudo, com o dinheiro do povo. Uma gigantesca injustiça, não há a menor dúvida.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...