Mulheres são especiais, elas merecem ter dinheiro

São elas que representam papéis cada vez mais centrais dentro de uma família, tornando-se na maioria dos casos a provedora principal, mas tratar esse tema ainda gera preconceitos e, ao invés de estimular uma boa discussão, insiste em mostrar uma realidade distorcida.
Por: Reinaldo Domingos
O Dia Internacional da Mulher é comemorado no dia 08 de março e, diferente de outras datas comemorativas, não foi instituído por uma questão comercial, ou seja, para alavancar vendas. Ele é uma homenagem fruto de uma batalha feminina de anos por direitos e melhores condições de vida e trabalho. Então, nada mais justo do que ter um dia para relembrar e comemorar essas conquistas.

A forma que encontrei de mostrar minha admiração foi escrevendo um livro especialmente voltado a elas, o “Eu mereço ter dinheiro!” (Editora DSOP), no qual falo sobre um assunto de extrema importância para a atual conjuntura do país e que, claro, está totalmente ligado a elas – uma vez que representam papéis centrais dentro de uma família: como lidar com as finanças para realizar sonhos.


Sempre quando se fala desse tema e se relaciona a mulheres, o discurso vêm carregado de pré-conceitos e, ao invés de estimular uma boa discussão, insiste em mostrar uma realidade distorcida. Em minha obra, busco desmistificar essa questão, num tom enérgico e bem-humorado.

Mostro também que a mulher, muitas vezes, acaba deixando de lado seus sonhos e desejos (individual) para se focar apenas nos da família (coletivo). Não que esteja errado pensar em todos, mas se colocar sempre em último lugar não é saudável e, em longo prazo, a situação torna-se insustentável.

Se você, mulher, se vê assim, aproveite a data em sua homenagem para fazer algo de bom a você mesma. Será que você anda dormindo em vida, como a acomodada Bela Adormecida? Ou está deixando que outras pessoas lhe digam para onde ir, como a influenciável Chapeuzinho Vermelho?

Pare para pensar em, pelo menos, três sonhos que gostaria de realizar: um de curto (até um ano), um de médio (de um a dez anos) e outro de longo prazo (acima de dez anos). Seja uma bolsa, uma viagem ou qualquer outra coisa, saiba exatamente quanto custa e quanto você pode gastar, caso contrário, o que era para ser uma reviravolta positiva em sua vida se tornará um verdadeiro pesadelo.

Mas, para isso, é preciso ter ciência da sua vida financeira e cortar os supérfluos, priorizando o que realmente importa. Aprenda que é possível realizar todos os sonhos, basta se planejar e não viver em um conto de fadas, achando que tudo vai cair do céu. Toda mulher é forte, mas muitas não sabem reconhecer e muito menos utilizar essa força.
Artigo publicado no site Administradores.com

POr: Reinaldo Domingos é educador financeiro, presidente da DSOP Educação Financeira e da Associação Brasileira de Educação Financeira (Abefin), autor dos livros “Terapia Financeira”“Livre-se das Dívidas”“Eu mereço ter dinheiro”“Ter Dinheiro Não Tem Segredo”, das coleções infantis “O Menino do Dinheiro” e “O Menino e o Dinheiro”, além da coleção didática de educação financeira para o Ensino Básico, adotada em diversas escolas do país.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...