Homem invisível

Iram de Oliveira,Geógrafo
Os jovens de hoje já não me verem, não mais me enxergam  como os de outrora passo despercebido entre os transeuntes! Os mimados garotos do presente “informatizados” do mundo moderno, agem como nós fossemos  Totem (estátua sem movimento) daquelas que se pega e ponhe aonde desejar. As minas se foram os namoricos idem agora sou o homem invisível? Também pudera o que há de querer mais nessa vida, fui criança, garoto, rapaz solteiro que fui de quase tudo isso já fiz, namoramos noivamos e casamos e filhos tivemos, as vezes fico á  pensar com a razão procurando entender por que disso. Para que serviremos mais se já lhe damos o que precisar-te? Vimos nascerem e crescerem educamos  lutamos por vocês da melhor maneira possível, sorrimos com suas aventuras suas vitórias e glória choramos juntos quando estiveste com dores etc.  Ainda abdicamos do nosso conforto passeio diário para ti cuidar e ti esperar para prazerosamente abrir o portão/porta da entrada. Hoje estás livres homem/mulher feita  em plena e “doce” jovialidade com sua identidade própria e considero que merecida. É tenho absoluta certeza que tudo que fiz foi por gosto e do bom prazer, pensando sempre em fazer o melhor pois bem, partindo do princípio que ninguém é perfeito  não posso afirmar que nunca errei mas quando isso ocorreu foi tentando acertar quem sabe na próxima estaremos bem mais “afinados”! Confere, o amor é absurdamente verdadeiro  aconteça o que acontecer nunca acaba embora que seja de fato recolhido sem demonstrar quase nada, existe sim e vale apena é só confiar no pai Deus que está no controle de tudo, na meia idade que estamos nos contentamos com pouco de sua parte, precisamos de atenção pelo menos. É realmente a nossa missão na face da mãe Terra está se aproximando do fim ou do começo? Oh Deus!

Por: Iram de Oliveira, Geógrafo 
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...