Política: sobre o acordão “furado” de Henrique Alves e cia

Os nossos políticos, depois dessa campanha eleitoral de 2014 no RN especificamente, deveriam a partir de agora pensar duas vezes antes de  criar situação de desconforto para a população ou seja, antes de tudo respeitar o eleitor.   
De: Iram de Oliveira
Pois bem, que sirva de alerta para o todo poderoso “Sheik do Sertão” e de seus seguidores mais próximos, para o nobre deputado Henrique E. Alves criador do acordão “furado”  algo que só ele acreditava que daria certo, deu no que deu.

O acordão sem base sólida perante o eleitorado, alheio sem entender bem o que estava acontecendo pela mistura de “cores” partidária, intrigados com algo inacreditável na política potiguar, tanto “mala” ex: Agripino, Garibaldi, Geraldo Melo, João Maia, Wilma de Faria, Lavoisier etc. Todos eles tentando  comer num cocho só, esquisito! A peripécia parlamentar dos envolvidas na façanha “enganadora” Servia de chacota entre a população em si, repito, ouvia-se muito dizer, “Henrique vai ganhar as eleições no estado”, você vota nele? Não! Oxente, ouvimos de um eleitor ele (Henrique) não presta não vale nada por fim não votaria nele de jeito nenhum. Pergunta que não quer calar, como se ganhar eleição sem votos suficiente? Aê fica difícil.      

Que sirva de lição para os futuristas criadores politiqueiros profissionais que  antes de qualquer acordo político, fortaleçam em primeiro grau o nome junto ao eleitorado por que caso contrário acontecerá como o acordão de então, peço licença aos leitores pelo nosso pensamento chulo, dá m... Pois é.

Por: Iram de Oliveira, Geógrafo  

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...