Pensando bem sobre a política tupiniquim

Eu, escriba vivo de conversa afiada,  é,  converso com um e com outro e assim, tiro as minhas conclusões, enfim. Partindo do princípio de que cada um é cada um, sendo que devemos sempre respeitar a opinião dos outros, então... Ouvimos da boca das pessoas coisas assim sul real, alguns dizem “essa bolsa família é um atraso”! Digo aqui para nós que é fácil falar desse jeito para quem tem emprego, salário bom, casa grande espaçosa toda na cerâmica, carro novo na garagem, dinheiro sobrando para viajar curtir a vida ou não é verdade? Agora, para se colocar no lugar daqueles que necessitam do pão diário e não conseguem por falta de grana em consequência da força do destino que não lhe concedeu algo que outrem por ventura teve “sorte” na vida, trabalho, educação, esperteza, serventia, ação etc. isso tudo significa ser algo praticamente impossível para os mais abastados, pois é.

Outra fala vivenciada pela minha pessoa quase que diariamente, “esse governo Dilma não investiu nada aqui no RN”. Nossa, foi nada! Perplexo com tanta ingenuidade do sujeito, amigo, “quem disse que uma andorinha só faz verão”? “Compadre” por que também não cobram do Governo estadual, do Prefeito, dos Parlamentares, Vereadores etc.

Entendemos que um corpo só funciona bem se todos os órgãos se mantiverem trabalhando em completa sintonia, da mesma forma são os governantes, todos os poderes deveriam estar sistematicamente interligados, com o pensamento voltado exclusivamente para os programas sociais.           

Parafraseando Renato Russo, “O povo fala demais e pouco sabem”.    

Por: Iram de Oliveira, Geógrafo                 
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...