Explorados e exploradores do Brasil



Sempre tive vontade de escrever sobre o tema em questão, mais vinha protelando, haja vista que é importante aguardar  o pronunciamento de pessoas importantes nesse sentido, para uma possível manifestação  dos mais humildes no caso o bobo do escriba.

Pois bem, mesmo sabendo que estando no auge de mais uma crise econômica no momento não seria fácil para ninguém elogiar a política adotada pelo governo federal, no entanto, podemos afirmar que os Petistas têm crédito para tanto, enfim.

Então, o Bresser Pereira ex-ministro, que por sinal não foi bem quando teve a oportunidade de contribuir caso que, no seu período a inflação era nas alturas, crescimento pífio etc. Portanto, o ex-ministro tem razão quando disse em entrevista a uma conceituada revista de circulação nacional que, “os ricos do Brasil nutrem ódio contra o PT”; por quê?  Ora, por que o PT “protege” os pobres e isso não é admitido, assimilado pela classe de “nariz empinado” do país.

Lembrando bem, no passado não muito distante os pobres trabalhadores não tinham quase direitos nenhum a reclamar, de fato, continuam não tendo tanto assim com mereceria, mais levando em conta que não é o PT que governa sozinho e sim uma coalizão de partidos políticos PMDB, PSD etc. nos estados e municípios, entendam que o poder hoje é dividido entre vários interesses partidários. O que queremos dizer é que nos últimos 12/3 anos do governo do PT os mais humildes tiveram melhora significativa isso não se pode negar, as estatísticas podem comprovar os fatos, então...

Tempos atrás na “era” dos nossos pais/avôs por exemplo, os “coitados” trabalhavam na agricultura, construiu estradas, açudes no lombo de jumento etc. quase de graça, sendo que,  geralmente por trás tinha um patrão explorador que ficava com o quinhão e sobrava para os pobres apenas o feijão, arroz, rapadura preta e farinha, ou não é verdade?  Agora, um sujeito que quiser contratar um empregado(a) deve assinar a carteira de trabalho que dar legalização dos direitos, FGTS, tempos de serviços etc.   E isso gera custos para o empregador que não estar aceitando essa nova faze empregatícia no país, a bem da verdade, preferem ter pessoas, de preferência, muitas delas ao seu portão para no entanto escolher a quem será o mais explorado.

Pergunta que não quer calar, que país é esse! Que um peão de trecho da construção civil, motorista, eletricista, mototaxista,  guarda noturno, vaqueiro, empregada doméstica, diarista etc. possui carro zero na garagem, igual ou talvez ainda melhor do que o do patrão? Eu particularmente nunca tinha visto isso em toda a minha trajetória de vida, a não ser nos países desenvolvidos.  Com a palavra a associação dos ricos do Brasil. É isso.

Por: Iram de Oliveira, Geógrafo.     
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...