A viagem!

Resultado de imagem para viagem fotosA vida é uma viagem!

por:

E das melhores que poderíamos fazer enquanto por aqui. Sem precisar de agências ou guias turísticos, esperas em aeroportos, estresses de programas cancelados. Seremos nós, e somente nós os responsáveis por tudo. Durante ela, transformamos vidas, nossas vidas, e por vezes até com uma pitada de ironia, a dos outros. Em cada transformação, novos personagens enchem nossos dias.

Nascemos transformando a vida de nossos pais de gente impar para pares. E nós, mudamos de feto, para filho. Sem falar que ainda poderemos deixar irmãs de nossos pais em desespero total, porque nenhuma delas gostaria mas vai acabar sendo, queira ou não, titia. E por culpa nossa. E os pais dos nossos, transformamos em avós, e não poucas vezes a vovó gosta de sê-lo tão cedo em sua vida. E os cunhados que não podemos escolher, mas que vêm de troco ao escolher a mulher? É claro que com um pouco de sorte, daremos sorte. E para maior pavor ainda, quando crescermos, nos transformaremos em pais, nossos país em avós e aquela vovó, já será bisa.

Em compensação, se tivermos sorte, também poderemos chegar lá. E então? Bom. Será tempo de recordar as etapas de nossas vidas. Os lugares onde andamos, campos que pisamos, vidas que mudamos para melhor. Somos pegos às vezes sentados ao sol no inverno, à sombra no verão, curtindo a brisa da primavera, com olhar distante. Tentam adivinhar por onde andamos. Mas não podem ver as paisagens que admiramos e os rostos amigos que vivemos.

Para onde foram? Onde e como estarão? Sentiremos então que a falta de noticias não tem tanta importância assim. Foram tantos abraços, inúmeros sorrisos, milhares de beijos e até mesmo, quantas lágrimas! A maioria com certeza, de felicidade. As de tristeza, é claro que engolimos em seco, porque temos sempre a convicção de que não é bom deixar que nos sintam mágoas e tristezas. Bons ou maus, serão momentos que iremos abraçar com carinho, para deles aquecer o fim desta nossa viagem da vida. Que com certeza, foi a melhor que poderíamos fazer.

*Antônio Jorge Rettenmaier, cronista, escritor e palestrante. Esta crônica está em mais de noventa jornais impressos e eletrônicos no Brasil e exterior.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...