Deputado do RN cobra medidas de combate à violência contra a mulher

Resultado de imagem para mulher morta no rn fotosA onda de assassinatos contra mulheres voltou a ser tema de pronunciamento do deputado Kelps Lima (Solidariedade), nesta terça-feira (23), na Assembleia Legislativa. De acordo com o deputado, onze mulheres foram vítimas de feminicídio em onze dias.
“Essas mulheres foram assassinadas pelo simples fato de ser mulher. O Governo não tomou medidas. Se não tivermos cuidado, vamos viver em uma sociedade sem lei, onde as minorias não serão respeitadas”, disse Kelps.
O deputado destaca que três das mulheres que foram assassinadas estavam sob medidas protetivas, mas o Estado não garantiu essa proteção. “Antes de serem assassinadas, com certeza essas mulheres sofreram algum tipo de agressão, mas nada foi feito. É preciso conter desde o pequeno crime”.
Kelps Lima apresentou um projeto de lei para que a medida protetiva seja invertida. A iniciativa autoriza a Justiça a colocar tornozeleira eletrônica em homens que agridem mulheres.
“Com a tornozeleira, os pretensos agressores vão ter mais controle pela sociedade. Todas às vezes que se aproximarem da vítima que ameaçaram, as autoridades vão ser avisadas pelo sistema eletrônico e poderão ordenar a prisão imediata, antes que ocorra a tragédia”, justificou Kelps.
O parlamentar também disse que o Estado precisa investir em campanhas educativas para incentivar a denuncia de casos de agressão, além de equipar a delegacia das mulheres.
Em aparte, a deputada Cristiane Dantas (PCdoB) afirma que esses crimes são reflexos de uma sociedade machista e que esse debate já está sendo feito nas escolas através da Secretaria Pública das Mulheres.
“Devemos tratar esses problemas coibindo a violência dos agressores. Várias ações estão sendo tomadas e o Governo está fazendo a parte dele, mas precisamos de muito mais, como Casa de Acolhimento e mais delegacias”, disse Cristiane.
ALRN
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...