Ministro de Temer hostilizado, só divulgará agenda com atraso

Resultado de imagem para ministro marcelo calero fotosIlimar Franco - O Globo
O Ministério da Cultura informou ao Ministério da Transparência, a extinta Controladoria-Geral da União (CGU), que as agendas do ministro Marcelo Calero serão divulgadas, no site da pasta, com atraso: apenas nos dias seguintes aos compromissos dele. A justificativa dada é a segurança do ministro. O ministério alega que Calero tem sido recorrentemente alvo de "hostilizações", sendo algumas delas com tentativa de agressão física.
A decisão contraria recomendação do Ministério da Transparência, com base na Lei de Acesso à Informação, e da Comissão de Ética da Presidência da República. Ambas orientam os ministérios a divulgarem as agendas. Para a Transparência, as pastas têm de publicar em seus sites os compromissos de ministros, secretários-executivos, diretores de agências nacionais e outros.
O governo tem sido alvo de representantes da área da cultura desde maio, quando, ao assumir interinamente a Presidência, o presidente Michel Temer decidiu extinguir a pasta, fundindo-a com o Ministério da Educação. O peemedebista recuou depois de vários protestos.
Como outros ministros, Calero tem enfrentado protestos em eventos. Na semana passada, no Festival de Cinema de Petrópolis, ele foi chamado de golpista e fascista. Ele participava de um debate e tentou reagir aos xingamentos, mas acaba abafado pelas vaias e gritos.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...