Assembleia realiza audiência pública em defesa da UERN

Resultado de imagem para larissa rosado fala na assembleia em favor da uern fotosA importância da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte foi discutida na tarde desta quinta-feira, 17, em audiência publica realizada na Assembleia Legislativa, proposta pelo mandato do deputado Fernando Mineiro (PT).
A reunião contou com a presença de autoridades que destacaram os resultados obtidos a partir dos investimentos aplicados na instituição de ensino superior.
Presente ao encontro o reitor Pedro Fernandes apresentou um balanço dos resultados obtidos com a Uern, que apesar das dificuldades, tem obtido crescimento nas áreas de graduação, pós-graduação e pesquisa.
Também presente à reunião, o presidente da Associação Docente da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Aduern), Lemuel Rodrigues, fez um comparativo com outros Estados que mantém universidades públicas na região.
“Se compararmos ao Ceará, por exemplo, nosso investimento é muito baixo”, destacou Lemuel conclamando as entidades de representação e a sociedade a lutarem pela manutenção de Uern.
Criada em 28 de setembro de 1968, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte passou por importantes transformações ao longo do tempo.
Aos 48 anos, a UERN possui mais de 12 mil alunos, cerca de mil professores, 30 cursos, seis campi e 11 núcleos avançados, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) completou 48 anos de história cheia de desafios.
Além disso, está presente em 17 cidades do RN, inclusive em Natal e de forma indireta, abrange ainda mais municípios e Estado.
Estadualizada em 1987, pelo então governador Radir Pereira, pôde contar com o esforço e a dedicação dos reitores Professor João Batista Cascudo Rodrigues, professor Francisco Canindé Queiroz, Professor Élder Heronildes da Silva, Professor Genivan Josué Batista, Professor José Walter da Fonseca, Professor Laplace Rosado Coelho, Professor Padre Sátiro Cavalcanti Dantas, Professor Antônio de Farias Capistrano, Professor Antônio Gonzaga Chimbinho, Professora Maria das Neves Gurgel de Oliveira Castro, Professor José Walter da Fonseca, Professor Milton Marques de Medeiros e agora, o professor doutor Pedro Fernandes.

  • Larissa Rosado: “Não reconhecer o papel da Uern é penalizar a sociedade potiguar”
De Mossoró, esteve presente a audiência pública em defesa da Uern a suplente de deputada estadual Larissa Rosado (PSB), que vem usando as redes sociais para dizer “Não à privatização da Uern”.  Prestes a assumir seu quarto mandato na Casa Legislativa, Larissa ocupou a Tribuna e defendeu uma Universidade pública e gratuita para todo o povo potiguar.
“O próprio nome da Uern já diz: Universidade de Estado do Rio Grande do Norte. Então, não é uma questão de Mossoró, é a defesa de uma Instituição que realiza sonhos de milhares de potiguares”, destaca Larissa.
Como ex- aluna da Uern, Larissa conclamou não só a classe política, mas, todos os professores, técnicos administrativos, DCE, Aduern, Sintauern, Andes e toda sociedade para uma união em torno da valorização da Universidade.
“Não é justo que mais de 12 mil estudantes sejam prejudicados, seus futuros comprometidos e a sociedade penalizada, precisamos discutir soluções para uma das mais graves crises financeiras da sua história que, definitivamente, não é a privatização”, asseverou.
Em seus três mandatos de deputada estadual, a pessebista levantou a bandeira da Uern por diversas vezes, como quando discutiu a autonomia financeira da Instituição, ressaltando que com os devidos recursos financeiros para desenvolver as suas ações nas áreas de ensino, pesquisa e extensão,  a UERN poderia contribuir de forma decisiva para as soluções dos graves problemas que assolam o Rio Grande do Norte.
Com informações do Jornal O Mossoroense
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...