Energia pode ficar 7,17% mais caras no ano por indenizações

Resultado de imagem para conta de luz fotosA Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) bateu o martelo nesta terça-feira sobre uma conta de R$ 62,2 bilhões para pagamento de indenizações a transmissoras de energia e que deverá ser cobrada pelas contas de luz até 2025. O impacto dessa decisão deverá significar 4,53 pontos percentuais do aumento médio previsto de 10,30% para a Light, no processo em curso.
No país, o efeito médio será de 7,17% nas contas deste ano, mas o percentual de cada distribuidora varia e o resultado dos reajustes pode ser bastante distinto para cada uma.
Apesar de cumprida pela agência, a decisão desagradou a todos os envolvidos: consumidores, transmissoras e até a própria diretoria da agência, que apresentou críticas à decisão do governo federal sobre como conduziu o processo.
— Quem vai pagar gostaria de pagar menos e quem vai receber gostaria de receber mais. Também temos essa preocupação, mas estamos simplesmente cumprindo as obrigações legais. Para a Aneel, não restou alternativa, que não fosse aplicar o que foi estabelecido. A preocupação é grande — disse Reive de Barros, diretor da Aneel que relatou o processo.
A Associação Brasileira dos Grandes Consumidores de Energia (Abrace) bem que tentou amenizar esse impacto, mas não teve praticamente nenhum pleito atendido pela Aneel. A entidade não descarta recorrer à Justiça.
Com informações da Agência Brasil
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...