Governo Temer negocia a venda da base de alcântara

Resultado de imagem para base de alcantara fotosA negociata brasileira do século: tentativa de vender a base de Alcântara

por: Guilhermina Coimbra
Estão tentando passar para trás os residentes no Brasil, em mais uma negociata com bem público brasileiro inegociável!
Não pode, desistam! Os residentes no Brasil estão atentos e sabem, que não pode, pelo que se segue.
A base de Alcântara no Maranhão foi construída com dinheiro dos contribuintes de direito – aqueles a quem a lei expressamente manda pagar os tributos – e de fato do Brasil: aqueles que pagam sem perceber, o tributo embutido em todos os bens que adquirem.
Isto significa que dinheiro público – meu, seu, dos nacionais e estrangeiros residentes no Brasil, isto, é, da população brasileira – originado dos tributos – foi desviado, deixou de ser encaminhado para os hospitais públicos, às escolas públicas, à infra-estrutura do Brasil (saneamento básico, água encanada, esgotos, etc., estradas de rodagem e outros) para que os residentes no Brasil pudessem ter uma base militar, necessária e imprescindível à segurança da população brasileira e do asseguramento do território do Brasil.
As Forças Armadas – mantidas e supridas pela população brasileira – já devem estar atentas.
Há que se acabar com essa tática perversa e ridícula de querer tornar ignorante, ignorantizar, tentar emburricar, idiotizar, com notícias e comentários atentatórios da inteligência, a população do Brasil.
A população brasileira é inteligente, perspicaz, atenta e está mais do que consciente de que tem contribuído muito, através de todos os altos tributos pagos à União, objetivando ter os bens públicos do Brasil construídos, mantidos, preservados, resguardados e salvaguardados.
Daí, a razão pela qual a população brasileira não consegue sequer pensar em se conformar de ver os referidos bens públicos do Brasil – Alcântara, um dos maiores – vendidos e, ou, leiloados, pelos espertalhões de sempre dentro do Brasil, associados aos respectivos amiguinhos de fora do Brasil.
Os residentes no Brasil não vêm se sacrificando tanto, pagando, cada vez mais altos tributos – para se conformarem em ver o Governo brasileiro, qualquer que seja, qualquer que seja o partido político no poder e independente de ideologias – tentarem fazer negociatas com os bens públicos brasileiros, como se tais negócios públicos fossem negócios privados dele, Governo brasileiro e de seus amiguinhos espertalhões de sempre de dentro e de fora do Brasil.
Os residentes no Brasil não vêm se sacrificando tanto, pagando altos tributos – reconhecidamente, por nacionais e estrangeiros, altíssimos tributos – para verem os negócios públicos brasileiros se tornarem negócios e negociatas privadas prejudiciais aos contribuintes do Brasil.
Polícia Federal investigando quem e quantos estão ganhando quanto, para fazerem esta proposta indecente de doar patrimônio público brasileiro!
Justiça Federal ordenando abertura de contas bancárias no Brasil e no exterior dos suspeitos de tentarem fazer negócios privados com os bens públicos do Brasil.
A população brasileira está atenta e já percebeu que cada brasileiro esclarecido é o responsável pelo ignorante mais próximo: o pai, a mãe, a esposa, o marido, o irmão, a irmã, o amigo, a amiga, o colega, a colega – e os participantes dos almocinhos, jantarzinhos, das rodadas de “chopinhos”, de cafezinhos, de chazinhos..
Ato de repúdio veemente, insubordinação cívica radical da população brasileira em todo o território nacional, contra essa negociata do século, por todos, acompanhado de auto-estima e sentimento de posse: isto aqui é o Brasil zão dos mais de duzentos milhões de seres humanos residentes no território do Brasil.
O Brasil merece respeito!
*Guilhermina Coimbra é pesquisadora cadastrada do CNPq e da FAPERJ, desde 1994.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...