8 de mar de 2017

Adeus!

Resultado de imagem para despedida fotosA vontade é imensa de continuar postando nesse humilde espaço que é de todos mas, por falta de tempo não estou podendo conciliar o trabalho de professor em dois horários principalmente com o de blogueiro.  

Precisaria me concentrar para realizar um bom trabalho e diante das circunstâncias trabalhistas em sala de aula não mais consigo.

É só isso que basta á dizer para me impedir de escrever para os amigos leitores.

Peço com toda humildade licença aos amigos, para me afastar do blog e ao mesmo tempo gostaria de agradecer aos leitores pela confiança depositada em minha pessoa, até mais dias.


                                                                           OBRIGADO!

2 de mar de 2017

Siga em frente

Resultado de imagem para siga em frente fotosVá em frente sem medo, porque viver será sempre o maior desafio da sua existência.

Saúde está na UTI

Resultado de imagem para saude em crise fotosUm terço da população não é capaz de ler e compreender um texto mais elaborado. Segundo o Inaf (Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional), em pesquisa nacional, só 26% do povo brasileiro é plenamente alfabetizado. Mesmo os que têm curso superior encontram dificuldades de entender suas respectivas áreas do conhecimento, em setores profissionais fundamentais para o desenvolvimento. E o mais dramático é que o Brasil investe em educação o equivalente aos países mais desenvolvidos.
A grande vítima dessa realidade é a própria população. Há anos a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) vem realizando exames para os bacharéis saídos das Faculdades de Direito. A cada ano aumenta o número de reprovados para obtenção da carteira de advogado: oito de cada dez não alcançam o nível de conhecimento jurídico para se filiar ao órgão. É um número espantoso que atinge as centenas de milhares de saídos dos cursos de Direito, ao longo das últimas décadas.
MÉDICOS MEDÍOCRES – Agora, o Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) diz que 56% dos médicos formados nas quarenta e seis escolas de medicina em atividade no Estado entram no mercado de trabalho sem conhecimentos básicos: 80% não sabem interpretar uma radiografia e 70% não conseguiram diagnosticar um paciente com crise hipertensiva, doença que atinge o quase cotidiano de 25% da população brasileira.
O Conselho Médico de SP, ao divulgar os resultados dos exames realizados em 2016, constatou que dos 2.766 inscritos, somente 43,6% atingiram a pontuação que os habilita para o pleno exercício profissional.
O médico Bráulio Luna Filho, diretor do Cremesp e coordenador dos exames, que vem realizando desde 2005, constatou:
“Com exceção do exame de 2015, nos últimos dez anos o índice de reprovação ficou acima de 50%. É preciso que as escolas médicas promovam melhorias nos métodos de ensino e imprimam mais rigor em seus sistemas de avaliação”.
E ELES VÃO CLINICAR… – Infelizmente, as provas e o caótico resultado não impedem os futuros médicos do exercício profissional. Somente para o programa de residência médica, instituições como a USP, Unicamp, Unifesp e Santa Casa desde 2015 passaram a exigir aprovação nos exames do Cremesp, para ingresso.
“Folha de S.Paulo” publicou em 9 de fevereiro deste ano assustadora matéria da competente jornalista Claudia Collucci, mostrando as áreas problemáticas: “As médias mais baixas foram em saúde pública/epidemiologia (49,1%); pediatria (53,3%); e obstetrícia (54,7%);- 71% dos recém-formados não acertaram diagnóstico e tratamento para hipoglicemia de recém-nascido, problema comum nos bebês”.
“As escolas médicas privadas continuam com pior desempenho em relação às públicas (33,7% contra 62,2%) de aprovação, Em ambas houve aumento de reprovação em relação a 2015. Entre as públicas de 26% para 38%. Entre os cursos privados, de 59% para 66%.”
Sendo a saúde a suprema lei, como dizia o saudoso médico Dalton Paranaguá, ex-prefeito de Londrina, o resultado oficializado pelo Cremesp no Estado mais desenvolvido do país é devastador. Se na paulicéia onde, indiscutivelmente, o padrão da medicina hospitalar está anos à frente da totalidade dos Estados brasileiros, imaginem o que pode estar ocorrendo em outras unidades federativas.
A saúde está doente e não é só nas filas dos hospitais.

1 de mar de 2017

Prazo para declarar o IR começa nesta quinta-feira

Resultado de imagem para leao do ir fotosComeça nesta quinta-feira (2), o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda 2017 (ano-base 2016). O documento precisa ser enviado à Receita Federal por pessoas que obtiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano passado.

Americanos consideram que Brasil tem classe média raivosa

Resultado de imagem para tio sam fotosDo Blog Esplanada
Relatório de uma das principais consultorias dos Estados Unidos indica para investidores que agora não é hora de entrar no Brasil
Analistas da consultoria de risco político Eurasia, com sede Washington, traçam cenários íngremes para o Governo de Michel Temer nos próximos meses.
Em relatório intitulado “Brasil 2017: reformas com uma classe média raivosa”, ao qual a Coluna teve acesso, a agência aponta:
“O crescimento da classe média gerou maiores demandas do eleitorado, a corrupção está virando um tema eleitoral mais relevante, governos estaduais estão em uma grave crise fiscal e a economia está dando sinais de uma recuperação modesta”
O report aponta que o ambiente global para mercados emergentes está mais arriscado, a operação Lava Jato não vai se acalmar e o presidente Michel Temer permanecerá “impopular”.
No tema Congresso Nacional, os analistas reforçam que líderes partidários começam a enxergar cenário de “terra arrasada” e a resposta “é acelerar a sua agenda de reformas”, o que tem, de fato, ocorrido.
Pontual e objetivo, o relatório da Eurásia também traz o capítulo “Temer em março: ou vai ou racha”, em referência à aprovação do texto da reforma da Previdência. 

Carnaval violento no RN


O Carnaval 2017 ainda não terminou, mas já acumula um dado negativo. O número de mortes violentas registradas de sexta-feira (24) até a meia-noite de segunda-feira (27) somam 31 em todo o Rio Grande Norte. O número ultrapassa o registrado em todo o carnaval 2016, quando ocorreram 25 mortes.
Os dados são do Observatório da Violência do Rio Grande do Norte, que alerta que ainda restam contabilizar ocorrências que possam surgir até a quarta-feira de cinzas.
A Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) deverá divulgar os números oficiais somente na quinta-feira, quando fará um  balanço das ações de segurança.

Carnaval 2017 do fora Temer


Em meio à folia, a Rede Globo parece que começa a desembarcar do Governo Temer.
          

Numa edição com indisfarçável objetivo político – pois não houve um fato único e retumbante de repúdio ao governo, o que exigiria registro nos telejornais – o JN juntou pequenas manifestações aqui e acolá numa matéria que teve o condão de mostrar o país unificado em torno do Fora Temer.

Coisas deste tipo, no principal telejornal da Casa, não acontecem por acaso. Houve nítido propósito de trazer mais desgaste ao governo, como se não bastasse a fragilidade decorrente da natureza errática das ações administrativas e do envolvimento dos principais ministros nas delações da lava-jato.

Na próxima semana, teremos finalmente o conteúdo integral das delações da Odebrecht. Estaria a Globo se antecipando num movimento prévio de abandono a Temer e seus ministros encalacrados nas denúncias? A conferir.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...