Renda básica...

Resultado de imagem para pobreza fotosRenda básica, uma necessidade vital!

Nosso senador, Eduardo Suplicy sempre defendeu uma renda básica para todos os brasileiros. Um ser humano tem que comer três vezes ao dia, sem contar lanches nos intervalos (tem gente passando fome); tem que tomar banho com água morna, sabonete e uma toalha para se enxugar (tem gente que não toma banho), tem que dormir numa cama (temos gente dormindo nas calçadas). Isso considerando as necessidades básicas. O ser humano tem direito a muito mais coisas: educação, transporte, lazer, cultura…
Resumindo, o ser humano é um projeto caro. Não só o ser humano. Criar um cachorro custa caro. Tem gente de classe média gastando fortunas com seus cachorros, inclusive com suas doenças do final da vida. Cachorros sendo operados de catarata (e gente ficando cega por não ter como operar). Tal realidade levou Léo Jaime a escrever o verso “Troque seu cachorro por uma criança pobre” brilhantemente interpretado por Eduardo Dusek.
Chamei aqui a atenção para a contradição entre a vida boa dos cachorros da classe média (e rica). Os cachorros de Sergio Escabroso (hoje merecidamente morando em Bangu Oito) andavam de helicóptero. Pior que isso é o gasto absurdo que a raça humana faz com a indústria de armas, a indústria de moda, a indústria de objetos de ostentação (canetas Mont Blanc, carros Maserati, tênis Nike, relógios Rolex, todas essas coisas que enchem a vista dos idiotas que afirmam suas identidades pelo que TÊM em vez de cultivarem o seu SER.
Creio que é desnecessário dizer que o ser humano só encontrará sua realização, sua paz num regime socialista. Quem vê a frota de ônibus do Rio de Janeiro: todos os ônibus pintados de branco com os dizeres “Cidade do Rio de Janeiro”. Parece uma única empresa socialista. Que nada está toda loteada por meia dúzia de máfias. Máfias que exploram o transporte público com o objetivo de guardar dinheiro em paraísos fiscais. Uma passagem de ônibus ao preço que está é um verdadeiro assalto à mão desarmada.
*Fernando Antônio Carneiro de Carvalho é historiador, formado pela Universidade Federal Fluminense, autor do livro “Açúcar, o perigo doce”.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...